Covid-19: APOIO AOS SALÁRIOS DOS TRABALHADORES EM LICENÇA VAI CONTINUAR ATÉ OUTUBRO – Ministro das finanças britânico

O ministro das finanças britânico, Rishi Sunak, anunciou hoje no Parlamento que vai continuar a pagar os salários dos trabalhadores em licença (lay-off), durante o período obrigatório de isolamento para suster o coronavírus, até Outubro deste ano.

Recordar que Sunak tinha anunciado antes que todos os funcionários, nessa condição, beneficiavam de um valor de 80% dos seus salários mensais até ao valor de £2.500, cujo prazo acabaria Julho.

No entanto, o ministro das finanças britânico anunciou que, em Agosto, pedirá às empresas a comparticipação de parte dessa ajuda, aliviando o peso das responsabilidades financeiras da Coroa.  

Um quarto da força de trabalho, cerca de 7,5 milhões trabalhadores, estão cobertos pelo esquema, que custa ao orçamento do Estado 14 mil milhões de libras esterlinas por mês.

O ministro disse também que, a partir de Agosto, o esquema continuaria a apoiar todas as actividades e regiões do país, mas com maior ênfase no apoio aos trabalhadores para a transição no retorno ao trabalho.

Os empregadores que actualmente usam o esquema poderão, então, organizar o retorno dos funcionários de folga, mesmo que a tempo parcial.

Sunak tentará assim reduzir lentamente o custo, para os contribuintes, do esquema de subsídios. Esperam-se agora os detalhes completos da forma como vai lidar com as empresas, para garantir o retorno das pessoas aos locais de trabalho.

Alguns sectores de opinião política, davam como certo que o Tesouro pagaria apenas metade dos custos salariais entre Agosto e Outubro, mas há que esperar para saber do ministro das finanças quais as condições que vão permitir que isso venha a ser alcançado.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe o seu comentário:

Go to TOP
Translate »