LIGA DOS CAMPEÕES VAI CONTAR COM SISTEMA SEMI-AUTOMÁTICO DE FORA DE JOGO

Tecnologia semi-automatizada do fora de jogo será estreada na Supertaça Europeia.

A UEFA vai utilizar pela primeira vez a tecnologia semi-automatizada de fora de jogo (SAOT), que estava prevista para ser estreada no Mundial2022 de futebol, na Supertaça europeia entre o Real Madrid e o Eintracht Frankfurt, em Helsínquia.

Foi o próprio organismo máximo do futebol europeu a anunciar hoje, através de um comunicado, esta antecipação e a informar que a mesma tecnologia será usada na fase de grupos da Liga dos Campeões da presente temporada.

“A UEFA está constantemente à procura de novas soluções tecnológicas para melhorar o jogo e apoiar o trabalho dos árbitros. Este sistema inovador permitirá às equipas de vídeoárbitro [VAR] determinar situações de fora-de-jogo de forma rápida e precisa, melhorando o fluxo do jogo e a consistência das decisões”, disse o responsável pela arbitragem da UEFA, Roberto Rosetti.

O novo sistema funcionará graças a câmaras especializadas capazes de rastrear 29 pontos corporais diferentes por jogador, tendo sido realizados um total de 188 testes desde 2020, incluindo todos os jogos da Liga dos Campeões da época passada, a fase a eliminar da Liga dos Campeões feminina e a fase final do Campeonato da Europa feminino, bem como as restantes finais das competições de clubes.

“O sistema está pronto para ser usado em partidas oficiais e implementado em cada estádio da Liga dos Campeões”, confirmou Rosetti.

A partida entre os espanhóis Real Madrid, detentores da Liga dos Campeões, e os alemães do Eintracht Frankfurt, que venceram a Liga Europa da última época, está marcada para dia 10 de agosto, a partir das 20:00 (hora de Lisboa), no Estádio Nacional de Helsínquia, na Finlândia.

A partida será dirigida pelo inglês Michael Oliver, assistido pelos compatriotas Stuart Burt e Simon Bennett, sendo que o português Tiago Martins será um dos assistentes do videoárbitro (AVAR).

Avalie o jornal
Go to TOP
Translate »