Portugal: PSD QUER SABER QUANTO É QUE OS CONSUMIDORES VÃO PAGAR POR ENERGIA E CRITICA DESPACHO DO PM

O Partido Social-Democrata (PSD) irá requerer à Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) uma análise sobre o “verdadeiro efeito” para os consumidores do mecanismo ibérico para limitar os preços da eletricidade, criticando a “intromissão” do Governo no mercado.

“Para esclarecer cabalmente toda esta questão e sabermos realmente de forma clara e transparente qual o verdadeiro efeito do mecanismo travão nos preços a pagar por todos os consumidores (…), o PSD vai solicitar de imediato à ERSE que seja feita e publicada de forma transparente, rigorosa e robusta uma análise séria sobre este tema”, um anúncio feito pelo vice-presidente do PSD, Miguel Pinto Luz.

Para o PSD, é importante perceber “de uma vez por todas” quanto é que os portugueses vão pagar com a aplicação do mecanismo ibérico que prevê limitar os preços da eletricidade.

Por sua vez, o primeiro-ministro, António Costa, determinou que os serviços do Estado não podem pagar faturas da Endesa sem validação prévia pelo secretário de Estado do Ambiente e da Energia, João Galamba, depois de o presidente da empresa, Nuno Ribeiro da Silva, ter admitido aumentos de 40% na eletricidade, acrescentando que os serviços públicos e a Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública (ESPAP) devem proceder a consultas de mercado, para a eventual necessidade de contratação de novos prestadores “que mantenham práticas comerciais adequadas”.

As declarações do presidente da Endesa “não agradaram e, em resposta, o Governo condiciona todas as compras e relações do Estado” com esta empresa, disse o ‘vice’ do PSD.

Ofereça férias ao seus clientes

Licenciado em Comunicação e Relações Públicas - Instituto Politécnico da Guarda, Portugal. Mestre em Relações Internacionais - Universidade de Wroclaw, Polónia. [ View all posts ]

Go to TOP
Translate »