FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE NATAÇÃO PROÍBE ATLETAS TRANSGÉNEROS DE PARTICIPAR EM EVENTOS FEMININOS

A Federação Internacional de Natação (FINA, em inglês) proibiu mulheres transgénero de competir em eventos femininos, a partir desta segunda-feira, segundo o “Politico”.

Os membros da FINA adotaram amplamente uma nova “política de inclusão de género” no domingo que permite apenas que nadadoras que fizeram a transição antes dos 12 anos compitam em eventos femininos. A organização também propôs uma “categoria de competição aberta”.

“Os cientistas dizem que se fizer a transição após o início da puberdade, terá uma vantagem, o que é injusto”, explicou James Pearce, o porta-voz do presidente da FINA, Husain Al-Musallam.

“Os cientistas não estão a dizer que todos devem fazer a transição aos 11 anos, isso é ridículo. Não é possível fazer a transição nessa idade na maioria dos países. Basicamente, o que os cientistas estão a afirmar é que não é viável para pessoas que fizeram a transição competir sem ter uma vantagem”, acrescentou. Pearce confirmou que atualmente não há mulheres transgénero a competir em níveis de elite da natação.

A Associação de profissionais para a Saúde Transgénero acaba de reduzir a idade mínima recomendada para iniciar o tratamento hormonal de transição de género para 14 anos e algumas cirurgias para 15 ou 17.

A nova política de 24 páginas da FINA também inclui propostas para uma nova categoria de “concorrência aberta”. A organização disse que estava a organizar “um novo grupo de trabalho que passará os próximos seis meses a procurar as maneiras mais eficazes de configurar essa nova categoria”.

Pearce admitiu que a competição aberta provavelmente significaria mais eventos, mas esses detalhes ainda precisam ser trabalhados. “Ninguém sabe exatamente como vai funcionar. E precisamos incluir muitas pessoas diferentes, incluindo atletas transgéneros, para descobrir como funcionaria ”, referiu. “A categoria aberta é algo que começará a ser discutido amanhã”, completou.

Ofereça férias ao seus clientes
Go to TOP
Translate »