CHAMPIONS: BENFICA DOMINADOR NÃO CONSEGUE MELHOR DO QUE EMPATE FRENTE AO DINAMO KIEV

O Benfica empatou a zero com o Dinamo Kiev, em encontro da primeira jornada do Grupo E da edição 2021/22 da Liga dos Campeões em futebol, disputado na capital ucraniana.

A formação ‘encarnada’ passou o encontro com a bola, mas, nos descontos, o esférico acertou duas vezes, na mesma jogada, nos ‘ferros’ da baliza de Vlachodimos, que fez ainda duas defesas decisivas, com a bola ainda a entrar, mas após fora de jogo.

Uma equipa sólida e a querer mandar no jogo. Foi assim que o Benfica entrou no Olímpico de Kiev, obrigando o Dínamo a mudar o seu ADN. A formação orientada por Jorge Jesus começou acutilante e com maior apetência para explorar o ataque interior, mas há medida que o jogo foi-se desenrolando, as águias foram descaindo para as alas.

Rafa, Everton ou Yaremchuk até podiam ter marcado no primeiro tempo, mas a melhor ocasião até pertenceu ao Dínamo, que sem muito fazer conquistou um livre à entrada da área encarnada. Shaparenko obrigou Odysseas à defesa da noite. Ainda assim, o domínio nos primeiros 45 minutos foi quase exclusivo do Benfica. A equipa portuguesa estava paciente com bola e no momento de a recuperar esteve quase irrepreensível. Sempre com uma pressão alta, os encarnados fecharam muito bem os caminhos da baliza aos ucranianos.

No segundo tempo, tudo se alterou. O Benfica não entrou mal, mas acabou a sofrer… e de que maneira. Aos 60 minutos, Jorge Jesus lançou Lazaro, Darwin e Radonjic e o jogo das águias decresceu. Poucas foram as situações que a partir daí o Benfica conseguiu produzir e após o final do jogo, muito tem a agradecer a Odysseas.

Nos últimos minutos, depois de uma bola à trave, o grego fez uma enorme defesa, negando o golo à equipa de Kiev. Logo no lance seguinte, Odysseas voltou a fazer o que bem sabe e segurou um ponto importante para a turma encarnada. Ponto esse que esteve perto de fugir, até porque o guarda-redes internacional grego não pode fazer tudo. Aos 90+4 minutos, Shaparenko introduziu mesmo a bola dentro da baliza do Benfica e Olímpico de Kiev festejou de forma efusiva. No entanto, Anthony Taylor recorreu ao VAR e anulou o tento dos ucranianos, por fora de jogo

No outro encontro do agrupamento, o Bayern Munique venceu por 3-0 no reduto do FC Barcelona, com tentos de Thomas Müller, aos 34 minutos, e do polaco Robert Lewandowski, aos 56 e 85.

The Lingerie Restaurant
Go to TOP
Translate »