F1: RICCIARDO VENCE GP DE ITÁLIA COM VERSTAPPEN E HAMILTON A PROTAGONIZAREM ACIDENTE APARATOSO

Daniel Ricciardo venceu neste domingo o GP de Itália de Fórmula 1 com uma dobradinha da McLaren numa corrida em que a luta pelo título Mundial de Pilotos ficou marcada pelo choque entre Max Verstappen e Lewis Hamilton deixando os respetivos Red Bull e Mercedes encavalitados um no outro na gravilha.

Este foi o segundo momento preparatório da vitória de Ricciardo. O primeiro, foi logo na partida quando o australiano saiu para o comando partindo melhor do que Verstappen que largou da pole position. Norris e Hamilton seguiam-nos. Valttteri Bottas partia da 19.ª posição para uma grande recuperação.

Com Ricciardo a solidificar a liderança, Verstappen perdeu ainda mais tempo com uma paragem mal conseguida na box. Hamilton fez a sua paragem depois, já na frente de Norris. Mas a troca de pneus também não foi a mais rápida. E quis o destino desta corrida que o inglês regressasse à pista quando Verstappen passava…

Se o líder da corrida era outro, a intensa luta pelo título mundial de pilotos passava por aqui e, depois de ultrapassada a reta da meta, o Mercedes e o Red Bull não couberam lado a lado na primeira chicane do Autódromo de Monza. A passagem de Verstappen por cima de um corretor mais alto projetou o seu carro para cima do Mercedes e ficaram ambos ali – o halo voltou a mostrar-se importantíssimo para proteger Hamilton da passagem do Red Bull por cima da sua célula de segurança.

Os carros reagruparam-se com o Virtual Safety Car, mas Ricciardo manteve-se impassível na liderança e, agora, com Norris a escudá-lo de qualquer surpresa. Os dois pilotos da McLaren trataram de garantir uma dobradinha para a equipa 11 anos depois, com uma luta interessante entre Sergio Pérez e Bottas pelo terceiro lugar ganha pelo Red Bull no cortar da meta, mas vencida em última instância pelo finlandês da Mercedes com uma penalização anunciada para o mexicano relegado para quinto.

Go to TOP
Translate »