F1: HAMILTON “ATROPELA” VERSTAPPEN E GANHA GP DA GRÃ-BRETANHA

Lewis Hamilton venceu neste domingo o GP da Grã-Bretanha e só a Mercedes saiu a ganhar da décima prova do Mundial de Fórmula 1, pois a Red Bull saiu de Silverstone sem pontos. A luta entre o inglês e Max Verstappen pelo título mundial atingiu o ponto máximo de intensidade com os carros dos dois a baterem logo na primeira volta e o holandês a sair para fora da corrida em definitivo.

Verstappen saiu da pole position com Hamilton ao seu lado na primeira linha. E, assim que os semáforos apagaram para a partida iniciou-se uma luta tremenda por entre as várias curvas de Silverstone para ficar com o primeiro lugar. Ninguém cedeu nessa disputa e na curva de Copse a controvérsia que pode ficar eternamente sem uma opinião unânime surgiu: os carros de Hamilton e de Verstappen tocaram-se; o do holandês saiu disparado para uma forte batida nas barreiras depois de ultrapassar a gravilha; o do inglês seguiu danificado, com Charles Leclerc a passar para a frente.

A corrida foi praticamente de imediato interrompida, enquanto se via Verstappen sair pelos seus próprios meios do Red Bull. Hamilton ganhou uma paragem na box sem custos para reparar o Mercedes e preparar-se para correr sem o holandês em pista. O interlúdio forçado ficou marcado com a decisão que os comissários iriam tomar a respeito do incidente – e marcado pelas ‘pressões’ rádio de Mercedes e Red Bull a respeito da eventual culpa do piloto adversário.

O retomar da corrida chegou com Leclerc na frente para a segunda partida da tarde e uma punição de 10 segundos a Hamilton para cumprir em paragem na box. O recomeço fez-se com o Ferrari a ameaçar ser carro para tirar o proveito de todas estas incidências. Mas a ameaça não chegou a consumar-se – até porque se queixou de problemas pelo meio… O forcing de Hamilton, com a penalização cumprida pelo meio, deu frutos a duas voltas do final e o campeão do mundo a cortar a meta em primeiro lugar.

Leclerc conseguiu o segundo lugar do pódio no seu campeonato com a McLaren e Valtteri Bottas deu a Mercedes um importante impulso no Mundial de Construtores. Sem Verstappen em pista, a Red Bull preocupou-se em que Sergio Pérez saísse dos 10 lugares pontuáveis para trocar pneus para fazer a volta mais rápida e impedir que este ponto fosse para Hamilton.

Com a vitória e Verstappen fora dos pontos, Hamilton reduziu a diferença para o líder do Mundial para 8 pontos. Sem qualquer ponto, a Red Bull viu a Mercedes colar-se no campeonato das equipas.

Classificação do Mundial de Pilotos:

1 Max Verstappen (Red Bull), 185

2 Lewis Hamilton (Mercedes), 177

3 Lando Norris (McLaren), 113

4 Valtteri Bottas (Mercedes), 108

4 Sergio Pérez (Red Bull), 104

6 Charles Leclerc (Ferrari), 80

(…)

Classificação do Mundial de Construtores:

1 Red Bull, 289

2 Mercedes, 285

3 Mclaren, 163

4 Ferrari, 148

(…)

O Mundial de F1 segue para a Hungria no final deste mês para a última prova antes antes da paragem no mês de agosto para as férias de verão.

app jornal
Go to TOP
Translate »