TÉNIS: DJOKOVIC PERDE PARA KARATSEV E NADAL VAI DISPUTAR FINAL DO TORNEIO DE BARCELONA

O tenista sérvio Novak Djokovic, número um mundial, foi ontem surpreendido no torneio de Belgrado pelo russo Aslan Karatsev, que venceu por 7-5, 4-6 e 6-4, e garantiu a presença na final de domingo.

No final encontro, que durou três horas e 26 minutos e é já o mais longo no circuito ATP esta temporada, o sérvio não escondeu a deceção, mas dirigiu palavras elogiosas ao adversário.

“Foi uma excelente partida. Não estou feliz com meu jogo, mas estou feliz com a luta. Tentei vencer, virar o resultado a meu favor até ao fim, estive perto”, disse Novak Djokovic, elogiando, depois, o adversário: “Ele foi fenomenal, jogou com coragem quando necessário e eu dou-lhe os parabéns”.

A derrota em Belgrado foi a segunda da temporada para Djokovic, após a fraca prestação no Masters 1.000 de Monte Carlo, no Mónaco, na passada semana, quando ‘caiu’ na terceira ronda diante do britânico Daniel Evans (4-6 e 5-7).

Nadal disputa final em Barcelona

O espanhol Rafael Nadal vai defrontar o grego Stefanos Tsitsipas na discussão pelo título do ATP 500 de Barcelona, naquela que será a reedição da final de 2018, então ganha pelo anfitrião e 11 vezes campeão.

O esquerdino de Manacor, número três do ‘ranking’ ATP, derrotou na meia-final o compatriota Pablo Carreño-Busta, 13.º colocado na hierarquia mundial, em dois ‘sets’, pelos parciais de 6-3 e 6-2, ao cabo de uma hora e 29 minutos.

Garantido o triunfo diante do campeão do Estoril Open de 2017, que desistiu da sexta edição da prova portuguesa no Clube de Ténis do Estoril, Nadal vai jogar, pela primeira vez esta época, uma final, depois dos desaires nos quartos de final do Open da Austrália e no Masters 1.000 de Monte Carlo.

Pela frente, o antigo número um mundial terá o grego Stefanos Tsitsipas, quinto classificado na hierarquia ATP, que hoje ultrapassou nas meias-finais o jovem italiano Jannik Sinner (19.º ATP), de 19 anos, com os parciais de 6-3 e 6-3, em uma hora e 23 minutos.

Naquele que será o nono encontro entre ambos, Rafael Nadal, de 34 anos, detém vantagem no confronto direto (6-2), mas o último triunfo foi no ‘major’ australiano e pertenceu a Stefanos Tsitsipas, de 22 anos, que no domingo se tornou campeão do Masters 1.000 do Principado do Mónaco.

Go to TOP
Translate »