Covid-19: GOVERNO BRITÂNICO PROÍBE VIAGENS DA ÍNDIA DEVIDO A NOVA VARIANTE

O Governo britânico anunciou hoje a interdição de viagens da Índia a partir de sexta-feira devido ao agravamento da situação epidémica naquele país.

Numa intervenção no parlamento, o ministro da Saúde, Matt Hancock, adiantou que já foram identificados 103 casos de uma nova variante identificada na Índia designada por B.1.617, cujo risco ainda está a ser investigado. 

Assim, disse que a Índia vai entrar para a “lista vermelha” de países cujas viagens para Inglaterra estão limitadas a nacionais britânicos ou residentes no Reino Unido. 

Ao chegarem, os viajantes são obrigados a cumprir uma quarentena de 10 dias num hotel designado a um custo de 1.750 libras (2.020 euros).

“Temos de agir porque temos de proteger o progresso que fizemos neste país em combater esta doença terrível”, vincou.  

O anúncio surge horas depois de ter sido anunciado o cancelamento de uma visita oficial do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, na próxima semana à Índia. 

O país relatou mais de 270.000 infeções na segunda-feira, contabilizando mais de 15 milhões de casos e mais de 178.000 mortes desde o início da pandemia covid-19.

A capital, Nova Deli, impôs um confinamento de uma semana para evitar o colapso do sistema de saúde devido à falta de camas. 

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.020.765 mortos no mundo, resultantes de mais de 141,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.946 pessoas dos 831.221 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

BM // EL

Go to TOP
Translate »