Covid-19: Pandemia já matou 2.929.563 pessoas em todo o mundo

A pandemia da covid-19 já provocou pelo menos 2.929.563 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China, no final de 2019, segundo o balanço divulgado hoje pela agência de notícias francesa AFP.

Mais de 135.360.240 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da epidemia, indica o relatório diário da AFP, referindo que a grande maioria dos doentes recupera da doença covid-19, mas uma parte ainda mal avaliada mantém os sintomas durante semanas ou até meses.

Os números divulgados pela AFP são baseados em relatórios comunicados diariamente pelas autoridades de saúde de cada país e excluem revisões feitas por agências de estatística, como na Rússia, Espanha e Reino Unido.

No sábado, 12.860 novas mortes e 703.283 novos casos foram registados em todo o mundo, verificando-se que os países que contabilizaram o maior número de novas mortes nos seus relatórios mais recentes são o Brasil, com 2.616 novas mortes, México (2.192) e Índia (839).

No global, os Estados Unidos continuam a ser o país mais afetado em termos de mortes e casos, com 561.783 mortes para 31.151.493 casos de infeção pelo novo coronavírus, de acordo com os dados divulgados pela Universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil, com 351.334 mortes e 13.445.006 casos, o México, com 209.212 mortes e 2.278.420 casos, a Índia, com 169.275 mortes e 13.358.805 casos, e o Reino Unido, com 127.080 mortos e 4.368.045 casos.

Entre os países mais atingidos, a República Checa é o que apresenta o maior número de mortes em relação à população, com 260 mortes por 100.000 habitantes, seguida pela Hungria (240), Bósnia (222), Montenegro (217) e Bulgária (206), avança o balanço da AFP.

Hoje, às 10:00 GMT, a Europa totalizava 995.904 mortes para 46.239.235 casos, América Latina e Caraíbas 829.491 mortes (26.155.031 casos), Estados Unidos e Canadá 585.064 mortes (32.202.350 casos), Ásia 284.283 mortes (19.440.404 casos), Médio Oriente 118.368 mortes (6.940.672 casos), África 115.448 mortes (4.342.503 casos) e Oceânia 1.005 mortes (40.053 casos).

Desde o início da pandemia, o número de testes realizados aumentou drasticamente e as técnicas de triagem e rastreamento melhoraram, levando a um aumento nas contaminações declaradas.

No entanto, o número de casos diagnosticados da covid-19 reflete apenas uma fração do total real de contaminações, com uma grande proporção dos casos menos graves ou assintomáticos ainda não detetados.

Esta avaliação foi realizada utilizando dados recolhidos pelos escritórios da AFP junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Devido a correções feitas pelas autoridades ou publicação tardia dos dados, os números do aumento de 24 horas podem não corresponder exatamente aos publicados na véspera.

SSM // SSS

Lusa/fim

The Lingerie Restaurant
Go to TOP
Translate »