CHAMPIONS: FC PORTO COMPROMETE CONTINUIDADE NA PROVA AO PERDER EM SEVILHA COM O CHELSEA POR 2-0

O FC Porto perdeu ontem por 2-0 na receção, em casa emprestada, ao Chelsea, em encontro da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, disputado em Sevilha, Espanha.

Mason Mount, aos 32 minutos, e Ben Chilwell, aos 85, apontaram os tentos dos ingleses, campeões da Europa em 2011/12.

No mundo do futebol, tem-se por hábito dizer que, na prova milionária, os erros pagam-se caro. Uma expressão que não poderia aplicar-se melhor àquilo que se viu da equipa orientada por Sérgio Conceição ao longo dos 90 minuto, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, na cidade espanhola de Sevilha.

Os dragões dispuseram de oportunidades de sobra para fazer a festa. Logo aos 12 minutos, Matheus Uribe, de fora da grande área, atirou a centímetros da barra. E, pouco depois, foi a vez de Edouard Mendy ter de se aplicar quando Otávio surpreendeu tudo e todos ao tentar um canto olímpico.

Os blues, por sua vez, não precisaram de pedir licença, e, na primeira oportunidade de que dispuseram, marcaram. Jorginho deixou a bola em Mason Mount, que, após um erro capital de Zaidu Sanusi, rodou com um belo gesto técnico e atirou para o fundo das redes à guarda de Agustín Marchesín.

Na segunda parte, a história repetiu-se. Logo a abrir, Wilson Manafá lançou Moussa Marega, que acelerou e atirou para uma defesa apertada de Edouard Mendy. Apenas cinco minutos depois, foi a vez de Luis Díaz combinar com o lateral-direito e fazer a bola rasar o poste da baliza adversária.

Já em cima do apito final, eis que surgiu a ‘machadada final’. Christian Pulisic deixou o primeiro aviso ao ‘disparar’ à barra, mas, à segunda, Ben Chilwell não perdoou. O lateral aproveitou um (raro) erro de Jesús Corona para recuperar a bola, isolar-se perante o guarda-redes do conjunto português e selar o resultado final.

O encontro da segunda ‘mão’ realiza-se na terça-feira, de novo no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha, pelas 21:00 locais (20:00 em Lisboa).

Go to TOP
Translate »