FINAIS DA TAÇA DE INGLATERRA E DA TAÇA DA LIGA INGLESA VÃO TER PÚBLICO, ANUNCIOU A FA

As finais da Taça de Inglaterra e da Taça da Liga inglesa vão ter público, fazendo parte dos eventos-teste do governo britânico para o regresso dos espetadores, anunciou a Federação inglesa de futebol.

No plano gradual do regresso do público aos estádios no Reino Unido, no contexto da pandemia de covid-19, a meia-final da Taça de Inglaterra entre o Leicester e o Southampton, agendada para 18 de abril, será o primeiro ‘teste’, com 4.000 pessoas, antes de a final da Taça da Liga inglesa duplicar o número de espetadores.

Em 25 de abril, 8.000 adeptos poderão estar no estádio de Wembley para assistir ao vivo à final da Taça da Liga inglesa, que vai colocar frente a frente o Tottenham, do treinador português José Mourinho, e o Manchester City, de Pep Guardiola.

O plano é aumentar esse número para uma assistência de 21 mil pessoas na final da Taça de Inglaterra, em 15 de maio, explica a FA, em comunicado.

“Estamos encantados por podermos acolher estes três eventos-teste em Wembley e estamos confiantes que podemos oferecer um ambiente seguro. Este é um importante primeiro passo para termos os fãs de volta aos estádios, com o objetivo final de voltarmos a enchê-los, com sorte, no final do Euro”, salientou o diretor executivo do organismo, Mark Bullingham.

O Governo britânico vai começar a testar este mês os ‘passaportes’ covid-19 em cinemas e eventos desportivos no âmbito da estratégia de redução gradual das restrições no país, onde metade da população adulta já tomou uma dose da vacina.

Com estes ‘passaportes’, as pessoas poderão comprovar que foram vacinadas, que têm um teste negativo para a covid-19 ou anticorpos após vencer a doença, segundo revelam hoje os meios de comunicação locais.

O objetivo é que esta espécie de ‘atestados’ – contra os quais vários deputados se manifestaram – possam contribuir para o regresso seguro dos espetadores a eventos como jogos de futebol, conferências, cinemas ou até mesmo a discotecas, sem que haja necessidade de impor distanciamento social.

Os detalhes do plano de desconfinamento deverão ser revelados esta segunda-feira por Boris Johnson, incluindo as autorizações de viagens de e para o estrangeiro.

Go to TOP
Translate »