Papa tem esperança de participar na Jornada Mundial da Juventude de Lisboa em 2023

O Papa disse hoje à Conferência Episcopal Portuguesa que tem esperança de estar em Portugal em 2023 para a Jornada Mundial da Juventude, e pediu que se dê particular atenção às crianças, idosos e migrantes em tempos de pandemia.

O Papa Francisco recebeu hoje em audiência a presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) para apresentação de cumprimentos e receber orientações para a Igreja em Portugal.

A delegação foi constituída pelo presidente e vice-presidente da Conferência Episcopal, José Ornelas e Virgílio Antunes, respetivamente, e pelo secretário e porta-voz, padre Manuel Barbosa.

Numa nota de imprensa, a CEP explica que, entre outros assuntos, falaram sobre a pandemia que a todos atinge e os desafios que são colocados à Igreja nesta situação, tendo o Papa exprimido a esperança de que esta seja brevemente ultrapassada, com a convergência dos esforços de toda a humanidade.

O Papa Francisco, acrescenta a CEP, acentuou que se deve prestar particular atenção às crianças, aos idosos e aos migrantes, os mais atingidos por esta crise e salientou também a importância de cuidar com toda a atenção da relação entre jovens e idosos, “por estar em questão a ligação intrínseca entre a herança que os idosos transmitem e as raízes para as quais os mais jovens devem olhar”.

Sobre a próxima Jornada Mundial da Juventude em Portugal, em Lisboa, a Conferência Episcopal Portuguesa referiu que a sua preparação está em andamento, tendo em conta evidentes atrasos, decorrentes da situação atual.

O Papa, adianta a CEP, manifestou o seu entusiasmo por este acontecimento mundial de encontro com os jovens, mantendo a esperança de poder estar em Portugal em 2023.

A CEP disse ainda ter manifestado ao líder católico argentino a atitude da Igreja em Portugal, quer no diálogo e respeito pelas orientações das autoridades governamentais e sanitárias, quer na procura de respostas sociais em relação àqueles que são mais atingidos pela pandemia, os mais pobres e descartados.

No encontro, adianta a CEP, foram também apresentados os documentos de reflexão que a Conferência Episcopal produziu sobre a reconstrução da sociedade e os desafios pastorais em tempo de pandemia.

O Papa Francisco abordou ainda as suas visitas apostólicas previstas para 2021, nomeadamente ao Iraque e ao Congresso Eucarístico Internacional na Hungria, tendo o encontro terminado, acrescenta a CEP, com “o profundo reconhecimento do Santo Padre pelo relevante trabalho da Igreja em Portugal e com a Bênção Apostólica para a Igreja e todo o povo português”.

A atual presidência da CEP foi eleita no dia 16 de junho de 2020 para o triénio 2020-2023, durante a 198.ª Assembleia Plenária do episcopado português.

José Ornelas foi eleito presidente do Conselho Permanente da CEP e como vice-presidente os bispos portugueses elegeram Virgílio Antunes, bispo de Coimbra.

A vice-presidência da CEP era ocupada pelo cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe o seu comentário:

Go to TOP
Translate »