Brexit: MANTÊM-SE AS DIFERENÇAS ENTRE O REINO UNIDO E A UNIÃO EUROPEIA

O Reino Unido e a União Europeia informaram hoje, no final das conversações em Bruxelas, que persistem sérias diferenças nas negociações do acordo comercial pós-Brexit.

Enquanto o negociador do Reino Unido, David Frost, admite as “grandes divergências” nalgumas áreas e anuncia algum progresso, o seu homólogo da UE, Michel Barnier, diz continuarem “sérias divergências” sobre as regras de pesca e concorrência.

As negociações foram retomadas no mês passado, depois de um impasse de uma semana na sequência de uma reunião da cúpula de líderes da UE.

Os dois lados estão a tentar encontrar um acordo para reger as suas relações comerciais, assim que o período de transição pós-Brexit no Reino Unido terminar em Janeiro de 2021.

O eurodeputado alemão David McAllister, que preside um grupo Brexit no Parlamento Europeu, disse que é de “extrema importância” que os negociadores deem tempo suficiente para que a Assembleia tenha tempo para examinar qualquer projeto de acordo.

“Conhecemos Michel Barnier e notamos com profunda preocupação que a lista de divergências fundamentais permanece longa”, acrescentou.

Em linha com outros acordos comerciais da UE, qualquer acordo exigiria a aprovação do Parlamento Europeu de 705 deputados antes de entrar em vigor.

Os dois lados estão a tentar chegar a um acordo sobre limites aos subsídios do governo para a indústria, para evitar o que a UE os considere concorrência desleal.

O Reino Unido comprometeu-se a chegar a um acordo sobre “princípios” de como os subsídios são gastos – algo bem-vindo pela UE.

No entanto, tarda em chegarem a um acordo de como essas regras seriam aplicadas – com a UE a exigir poderes para executar em caso de disputas.

Os dois lados também discutem sobre as quotas de pesca dos barcos de pesca europeus em águas britânicas no próximo ano.

Ao permanecer no mercado único e na união aduaneira, o Reino Unido continuou a seguir as regras comerciais da UE durante o período de transição pós-Brexit. Esse período de 11 meses termina em Dezembro, e o Reino Unido descartou a possibilidade de uma prorrogação.

As conversas formais começaram em Março e continuaram durante a pandemia, inicialmente por meio de conferências online, até que as discussões pessoais pudessem ser retomadas durante o Verão.

Se ambas as partes não chegarem a um acordo, o Reino Unido passará a negociar com a UE de acordo com as regras padrão estabelecidas pela Organização Mundial do Comércio, com sede em Genebra.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe o seu comentário:

Go to TOP
Translate »