I LIGA ARRANCA NA SEXTA-FEIRA SEM PÚBLICO

O presidente da Liga, Pedro Proença, e o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirmaram ontem que a I Liga de futebol vai arrancar na sexta-feira, com os jogos a permanecerem sem público até Outubro.

“Recebemos, por parte da tutela, a garantia de que as coisas se vão resolver. Temos a certeza hoje que a I Liga se vai iniciar na sexta-feira, assim o caso epidemiológico o permita e, por isso, estamos confiantes”, sublinhou Pedro Proença, à saída de uma reunião no ministério da Saúde, que durou cerca de três horas.

Na reunião, na qual o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) se fez acompanhar dos restantes membros da sua direcção executiva e na qual marcou igualmente presença o secretário de Estado do Desporto e da Juventude, João Paulo Rebelo – que abandonou mais cedo -, também se discutiu a presença de público nos recintos desportivos, ficando acordado que, até nova reunião, os jogos manter-se-ão à porta fechada.

“Ficou acordado que não haverá público no início do campeonato. Não conhecemos qual vai ser a evolução epidemiológica e tudo tem de ser abordado em função dessa evolução. Combinámos uma reunião em Outubro para podermos conversar, trocar impressões e fazer uma reavaliação”, disse António Lacerda Sales.

A LPFP apresentou, durante a reunião, um “teste-piloto de integração gradativa de público nos estádios”, ficando a aguardar “que haja uma sensibilidade das entidades públicas e que existam procedimentos equitativos em relação ao futebol e outras actividades”.

“A Liga apresentou hoje um plano gradativo de introdução de espectadores e aquilo que esperamos é que o quadro epidemiológico não nos crie problemas. É essa a nossa vontade. O objectivo é que essa análise seja feita o quanto antes”, revelou o presidente da LPFP.

Sobre os plantéis com vários casos confirmados de infecção, Sporting e Gil Vicente, na I Liga, ou Desportivo de Chaves, da II Liga, vão ser hoje testados todos os elementos que contactaram com os infectados, repetindo a testagem 48 horas antes do início do próximo jogo.

“Não sabemos qual será o resultado dos testes que vão decorrer amanhã [terça-feira] e 48 horas antes. Terá de ser em função dessa análise e em função das autoridades de saúde locais”, explicou António Lacerda Sales, quando questionado sobre a possibilidade de o jogo da primeira jornada que opõe o Sporting ao Gil Vicente estar em risco de não se realizar.

O código de conduta das equipas profissionais também foi assunto abordado na reunião, com Pedro Proença a frisar a necessidade da existência de “um princípio de ‘bolha’”, para que “quer jogadores, quer equipas técnicas, estejam salvaguardados deste processo de contágio”.

“A garantia que a Liga deixou foi que faremos todos os testes necessários para que as competições comecem, continuem e acabem, como aconteceu no ano passado”, expressou.

A edição 2020/21 da I Liga portuguesa de futebol tem início na sexta-feira, com a visita do Benfica ao FC Famalicão, às 19:00, numa altura em que o Gil Vicente e o Sporting apresentam 15 e oito casos confirmados de infecção, respectivamente.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »