FINANÇAS BRITÂNICA ESTUDA COBRANÇA DE IMPOSTO SOBRE VENDAS ONLINE

O ministro das Finanças britânico, Rishi Sunak, considera cobrar um imposto sobre as vendas ‘on-line’ numa tentativa de salvar o comércio de retalho.

Rishi Sunak, ao considerar este novo imposto sobre as crescentes vendas de mercadorias encomendadas por Internet, pode evitar o colapso das lojas de rua, à medida que as restrições vão sendo levantadas e as cidades vão abrindo as várias actividades de comércio, que estiveram fechadas durante a crise do coronavírus.

O chanceler está a estudar várias propostas deste imposto sobre as vendas online, para não só fornecer uma “fonte de receita sustentável e significativa para o governo”, mas também para ajudar o retalho tradicional a competir.

Num pedido de comprovativos publicados na semana passada, as Finanças britânicas destacaram preocupações sobre as taxas de negócio (business rates) estivessem a penalizar os negócios d rua, porque os rivais online não precisavam alugar propriedades específicas para operar.

A seu ver, o ministro das Finanças defende, que a crise do coronavírus, “teve um impacto significativo na forma como os negócios são agora efectuados” e, por isso, o governo deve agir para garantir que “o sistema tributário possa gerar receita suficiente”.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »