INFECÇÕES ULTRAPASSAM AS 300 MIL NO REINO UNIDO COM MAIS 7 MORTES E MAIS NOTÍCIAS DE HOJE

As infecções de coronavírus continuam a aumentar na Grã-Bretanha, com o número médio diário de novos casos 15% mais alto do que há três semanas atrás, entre crescentes temores de uma possível segunda vaga.

Os responsáveis pela saúde britânica revelaram hoje que mais 685 pessoas testaram positivo do vírus com risco de vida, o que significa que a dimensão oficial do surto ultrapassou os 300.000 casos.

A média acumulada dos últimos sete dias de novos casos é agora de 678 – superior aos 590 registados em 6 de Julho e o mais alto desde 4 de Julho (711), segundo estatísticas do governo.

Apesar das infecções parecerem estar numa trajectória ascendente após o relaxamento das regras de bloqueio, a curva de mortes continua plana e mal mudou na semana passada.

A Grã-Bretanha anunciou hoje apenas mais sete mortes por coronavírus. É a primeira vez que o número diário de mortos do Covid-19 se fixa em números unitários, desde que apenas uma fatalidade foi registada em 13 de Março.

As autoridades do Departamento de Saúde dizem que o número total de vítimas confirmadas em laboratório é agora de 45.759, com 64 britânicos a morrerem de Covid-19 todos os dias – um pouco abaixo da média acumulada de 69 na segunda-feira passada.

Para comparação, apenas 14 mortes foram registadas em toda a Grã-Bretanha ontem, mas os registos revelados aos domingos e segundas-feiras são sempre mais baixos devido a um atraso administrativo, que sempre acontece nos finais de semana.

Eis outros desenvolvimentos na crise do Covid-19 hoje;

  • Downing Street alertou que “nenhuma viagem é isenta de riscos”, permeio de uma onda de cancelamentos provocada pelo choque da notícia da entrada na lista da quarentena das chegadas de Espanha, com um aviso prévio de apenas cinco horas;
  • Britânicos que voltaram de Espanha estavam furiosos, explicando que enfrentaram dificuldades económicas após a adição, de última hora, da Espanha à lista de quarentena do Reino Unido enquanto estavam de férias;
  • Apenas uma pessoa foi multada pela polícia por violar as regras de quarentena depois de chegar do estrangeiro, revelaram os dados das forças de fronteira da Inglaterra e do País de Gales;
  • Uma assessora sénior de Angela Merkel afirmou que uma segunda onda de coronavírus já atingiu a Alemanha e que há registos de novos surtos de infecções todos os dias;
  • A crise de coronavírus é “facilmente a pandemia mais grave” que a OMS já proclamou, informou a agência, pois os casos globais ultrapassaram os 16 milhões;
  • Um dos principais especialistas chineses em controle de doenças, confirmou que as autoridades da cidade de Wuhan, onde a pandemia começou em Dezembro, encobriram a escala do surto inicial e destruíram as evidências físicas;
  • Um gato tornou-se no primeiro animal no Reino Unido a ser diagnosticado com o Covid-19 – mas as autoridades acreditam que o animal não identificado pegou o coronavírus de seus donos e ‘não o contrário’;
  • Lewis Hamilton foi fortemente criticado pelos fãs da F1 por compartilharem um ‘post’ anti-vaxxer, com seus 18 milhões de seguidores no Instagram, que acusa o bilionário Bill Gates de mentir sobre os testes de coronavírus.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »