A montanha pariu um rato! AFINAL PORTUGAL CONTINUA NA LISTA DOS PAÍSES PARA PONTES AÉREAS COM O REINO UNIDO

Tal como escrevemos há dias, teremos de esperar até segunda-feira, dia 29 de Junho, para sabermos ao certo quais os países que o Governo britânico escolheu para abrir pontes aéreas e facilitar as férias de Verão a todos os residentes no Reino Unido, sem terem de enfrentar a quarentena de 14 dias no regresso.

Como dissemos, seria pouco provável que, com as boas relações entre António Costa e Boris Johnson, Portugal não estivesse no pacote da liberalização dos destinos de férias dos britânicos.

Assim a ida de férias está cada vez mais perto, assim que forem anunciadas as pontes aéreas já na segunda-feira.

Segundo os jornais The Telegraph, Daily Mail e Times, os acordos bilaterais para viagens, fora de qualquer obrigação de quarentena,  serão com  Portugal, Grécia, Espanha, Bermudas, Gibraltar e as Ilhas Canárias. Apesar das reservas do Reino Unido para Portugal terem já subido 36%, espera-se, após a confirmação, que os números disparem muito para além do actual. 

Tal como está, os serviços de negócios estrangeiros (FCO) desaconselha todas as viagens, excepto as essenciais, portanto, viajar para o exterior invalida o seguro de viagem.

De momento, as medidas de quarentena no Reino Unido exigem que todas as chegadas ao território, incluindo os britânicos, se auto-isolem por 14 dias.

Porém, espera-se que a FCO mude o seu conselho assim que as pontes aéreas sejam anunciadas e a quarentena ser dispensada para os países visitantes com os quais o Reino Unido garantiu um corredor de viagem.

Na segunda-feira, todos nós vamos saber como e para onde poderemos viajar neste verão. E por aquilo que soubemos junto aos operadores de férias, os preços poderão manter-se durante esta época.

Líderes da indústria e especialistas dizem que, dada a crise nos passados meses, os operadores querem aproveitar em pleno a procura e garantirem uma recuperação no sector.

“Hotéis, companhias aéreas e operadoras de turismo definirão os seus preços para incentivar as vendas e preparam-se agora para aproveitar o aumento das reservas esperadas quando as restrições de viagem forem suspensas”, afirmou um porta-voz da ABTA, a associação comercial de viagens do Reino Unido para operadores turísticos e agentes de viagens.

Vamos pois esperar para ver o que acontece na próxima segunda-feira, mas, pela experiência do passado, será pouco provável que os preços se mantenham, caso a procura aumente significativamente.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »