TODAS OS ALUNOS DE TODOS OS ANOS E DE TODAS AS ESCOLAS VOLTAM À ESCOLA EM SETEMBRO – MINISTRO BRITÂNICO

Londres, 20 jun 2020 – Todos os alunos em Inglaterra voltarão às aulas a partir de Setembro, anunciou o ministro de Educação Gavin Williamson.

Na conferência de imprensa diária do coronavírus, o governante disse que o governo estava “decidido … a convocar todas as crianças de volta, de todos os anos, em todas as escolas”.

As orientações sobre as medidas de segurança para permitir esta decisão serão publicadas na próxima quinzena.

Isto acontece depois do primeiro-ministro anunciar um fundo de £ 1 bilião para ajudar os alunos da Inglaterra a acompanhar a aprendizagem.

O ministro acrescentou também que o tamanho das turmas – ou “bolhas” – impostas para conter a propagação do vírus podem ser aumentados para permitir que todas as crianças voltem à escola.

Segundo as actuais regras impostas durante a pandemia de coronavírus, o tamanho das turmas foi limitado a um máximo de 15 alunos, mas o ministro da Educação explicou que os ministros estão a estudar a forma de “expandir essas bolhas para incluir toda a turma”.

Os sindicatos de professores dizem que as propostas não foram pensadas. “Não há distanciamento social se estiverem 30 crianças numa sala de aula”, disse à BBC Kevin Courtney, secretário geral do Sindicato Nacional de Educação (NEU).

Para além dos filhos dos trabalhadores chave e, mais tarde, dos alunos das creches, pré-primária e 1ºano e 6º ano e, mais recentemente, os alunos do 10º e 12º anos, todos os outros estudantes entraram em isolamento em 20 de Março e não voltaram à escola.

Agora o Governo quer acabar com quase seis meses de interregno forçado e abre caminho para que os alunos voltem à escola em tempo integral, já no próximo Outono. 

“A escola é vital para todos os nossos filhos, é por isso que temos de trazer todas as crianças, de todos os anos, de volta à escola em Setembro”, disse Williamson. Era uma promessa que muitos pais esperavam ouvir.

Assim acabarão de vez as aulas online, mas a forma como desenvolver o retorno às escolas é complicado.

Mesmo se o distanciamento social venha a ser reduzido – e as “bolhas” das turmas de 15 alunos possam ser aumentadas – ainda haverão grandes desafios logísticos.

Os professores e directores alertaram que qualquer distanciamento social, mesmo 1 metro, exigirá salas de aula e professores adicionais.

Mas o prazo de Setembro já está em vigor – e haverá altos riscos políticos se houver outra falha no seu cumprimento.

O ministro da Educação acredita que os sinais de propagação do coronavírus estavam a recuar o que pode, por si só, assegurar e “garantir que todas as crianças voltem à escola”.

O governante diz entender “a ansiedade dos pais” sobre os filhos voltarem à escola, mas garantiu “que o bem-estar dos seus filhos é a principal e única prioridade para cada um de nós”.

O governo publicará orientações para as escolas nas próximas duas semanas, sobre a forma como as crianças podem voltar “para que as escolas tenham o tempo máximo necessário para se prepararem para a próxima fase”, finalizou Williamson.

Lingerie Bus

Comments

be the first to comment on this article

Deixe o seu comentário:

Go to TOP
Translate »