Covid-19: RASTREAMENTO PODE SER ATRASADO PORQUE MINISTROS DUVIDAM QUE INFECTADOS SE ISOLEM

Os ministros estão a discutir se devem aplicar o isolamento como parte do esquema de teste, rastreamento e despistagem ao coronavírus, preocupados de que será difícil levar as pessoas a ficar em casa, quando as medidas de bloqueio forem retiradas.

Fontes do governo informaram que está decorrendo reuniões sobre como garantir que as pessoas sigam as novas medidas.

Os ministros querem encontrar uma maneira de persuadir, em vez de forçar as pessoas a ficar em casa, se os testes acusarem estarem infectados, por medo de que medidas pesadas caiam mal.

Uma parte essencial do novo processo de rastreamento é garantir que aqueles que têm o vírus fiquem longe dos outros, na tentativa de conter a propagação. Sem esse aspecto, o sistema não funcionará efectivamente.

No entanto, alguns especialistas dizem que pedir para as pessoas se isolarem será “muito difícil” assim que virem todos os outros iniciarem uma vida normal. Acreditam que assim que ganharem confiança com o aplicativo de teste, o público aceitará os riscos e o isolamento.

Na Coreia do Sul, considerado um bom exemplo deste tipo de teste, rastreamento e despistagem, o isolamento é legalmente imposto e a polícia mantém contacto com os que estão em quarentena para garantir que não saem de casa.

Tais medidas são consideradas impraticável ​​pelos políticos do Reino Unido.

De notar, que a decisão de introduzir estes novos testes foi comunicada por Boris Johnson, na passada quarta-feira, como essencial para o controlo e propagação do coronavírus. 

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »