REINO UNIDO: MANTÉM-SE A REABERTURA DAS ESCOLAS PARA 1 DE JUNHO

Até à data nada foi publicado em contrário à abertura das escolas em Inglaterra para o dia 1 de Junho e, segundo o sítio do UK.GOV, tudo continua na mesma. Difícil será dizer o que acontecerá aos pais que não cumprirem com a instrução… porque nada se fala ou falou sobre o assunto, para além da lei em vigor que abrange e penaliza as faltas não justificadas dos alunos.

Tudo começou em 10 de Maio, quando Boris Johnson fez uma comunicação televisiva a dar conhecimento das medidas de abrandamento das restrições impostas para combater o coronavírus, que começaram a ser levantadas, na passada semana, em toda a Inglaterra.

Parte dessas medidas incluía a reabertura gradual das escolas no dia 1 de Junho para um certo número de alunos.

Na sua comunicação, o primeiro-ministro sublinhou que as escolas só seriam reabertas enquanto a propagação do Covid-19 estiver controlada.

Mas certos indivíduos e organizações criticaram a decisão do governo de reabrir as escolas nesta fase da pandemia de coronavírus, como o caso do sindicato dos directores escolares, que classifica a decisão como “não realista”.

Dois dias antes do discurso do primeiro-ministro, o Congresso Nacional dos Sindicatos dizia que “não se devem aumentar o número de alunos nas escolas, até completar a implementação  ‘política de teste, rastreamento e isolamento’ do governo e com as metas dos teste a serem cumpridas de forma consistente ao longo de várias semanas, acompanhadas com a queda consistente dos números de casos infectados”.

Perante o constante confronto entre o Governo e os sindicatos, no que diz respeito à reabertura das escolas, ambos foram aconselhados a “parar de brigar” e chegar a um acordo sobre que plano para reabrir as escolas.

Os estabelecimentos de ensino  foram fechadas, em todo o país, na sexta-feira, 20 de Março, apenas crianças vulneráveis ​​e crianças de trabalhadores críticos foram autorizadas a frequentar as escolas.

Entretanto, numa actualização publicada on-line pelo governo na segunda-feira, 11 de maio, o dia 1 de Junho continuava a ser indicado para a abertura das escolas primárias. Essa comunicação incluía os alunos das cresces, pré-escolar, Ano 1 e Ano 6. No mesmo documento o Governo garantia que o regresso seria monitorizado diariamente em relação à segurança dos estudantes.

Apesar dessa garantia, na quarta-feira, 20 de maio, um ministro do gabinete admitiu que não tem certeza se as escolas na Inglaterra reabrem em 1 de Junho, conforme planeado.

Mas, a não ser que haja um comunicação oficial do Governo sobre o assunto, as escolas reabrem no dia 1 de Junho.

 

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »