Covid-19: EMBAIXADOR NO REINO UNIDO PEDE AOS PORTUGUESES QUE RESPEITEM AS RESTRIÇÕES IMPOSTAS PELO GOVERNO

Os portugueses residentes no Reino Unido devem mostrar “civismo, bom senso e solidariedade” e respeitar as recomendações e restrições das autoridades britânicas, exortou hoje o embaixador de Portugal no país, Manuel Lobo Antunes.

“A epidemia de covid-19, que todos inquieta e que não discrimina nos que atinge, exige de nós o nosso melhor: civismo, bom senso, solidariedade”, escreveu o diplomata numa mensagem publicada na página de Internet. 

Aos portugueses que residem no Reino Unido, Manuel Lobo Antunes apelou “a que sigam as instruções e recomendações das autoridades britânicas”, nomeadamente que façam quarentena quando sentirem sintomas da doença e respeitem as restrições para distanciamento social. 

O Governo britânico ordenou na segunda-feira aos britânicos para permanecerem em casa, depois de intensa pressão da imprensa, especialistas e da oposição, intensificando as medidas para reduzir a propagação da covid-19. 

Numa comunicação ao país transmitida pela televisão, o primeiro-ministro, Boris Johnson, disse que só devem sair para fazer “compras de bens essenciais o menos frequentemente possível, uma forma de exercício por dia, como correr, andar ou andar de bicicleta, sozinho ou com membros do agregado familiar, por necessidade médica ou para ajudar uma pessoa vulnerável e para ir para o emprego, mas só quando for necessário”.

Quem desrespeitar as regras de confinamento obrigatório está sujeito a multas de 30 libras (33 euros) pela polícia, que também terá poderes para dispersar ajuntamentos de mais de duas pessoas. 

O embaixador justificou também a necessidade de o atendimento presencial nos consulares ter sido reduzido “aos casos de estrita urgência” desde a semana passada para proteger a saúde dos funcionários e respectivos familiares. 

Os consulados de Portugal em Londres e Manchester suspenderam o atendimento presencial nas instalações, atendendo apenas com marcação prévia para situações de emergência.

O balanço de hoje feito pelo Ministério da Saúde britânico confirmou 422 óbitos entre 8.077 casos positivos de pessoas infectadas com a covid-19, identificadas após testes a 90.436 pessoas no Reino Unido. 

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »