2019: Frases do ano (Economia)

Seleção de frases que marcaram a atualidade na área da Economia em 2019:

Aquilo [no Montijo] não vai ser um aeroporto, vai ser um apeadeiro para beneficiar um grande grupo económico, a Vinci francesa, em que fazem um aeroportozinho.”

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP

05-01-2019

“Estamos a recuperar de um atraso de décadas que deixou a rede ferroviária a definhar e onde o verbo encerrar era o que se conjugava mais vezes.”

Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infraestruturas, durante o lançamento do concurso para a compra de 22 novos comboios para a CP

07-01-2019

“[O lançamento de obras públicas] não tem a ver com o ano eleitoral. Nenhuma destas obras vai estar pronta a tempo das eleições. Portanto, iremos ter as eleições com o incómodo que sempre qualquer obra vai provocar.”

António Costa, primeiro-ministro, durante uma viagem de metro para o lançamento do concurso de prolongamento das linhas verde e amarela, com novas estações em Santos e na Estrela,

09-01-2019

“Não há plano B [se estudo de impacto ambiental chumbar aeroporto no Montijo].”

António Costa

11-01-2019

“A grande notícia dos últimos tempos é que Portugal deixou de ser tema de discussão no Eurogrupo.”

Mário Centeno, ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo

TSF/Dinheiro Vivo, 12-01-2019

“Era a austeridade a única resposta possível à dívida que assolou muitas nações depois da confusão económica mundial após 2008? A resposta, se olharmos para Portugal e alguns outros locais, é não. Por outras palavras, o que nos foi dito – que a austeridade era inevitável e necessária – era mentira.”

David Byrne, músico

‘blog’ pessoal, 13-01-2019

“Portugal tem sido um dos países mais afetados pela crise, mas hoje a reviravolta da economia portuguesa é notável. Após uma grave recessão, a economia tem vindo a recuperar a um ritmo acelerado, acima da média da União Europeia.”

Emma Navarro, vice-presidente do Banco Europeu de Investimento

21-01-2019

“O Diabo não veio, mas isto está por arames. As contas públicas estão por arames.”

Daniel Bessa, antigo ministro da Economia

Observador, 21-01-2019

“Não contem connosco para violar deveres de segredo nem para embarcar numa campanha que prejudique o banco [Caixa Geral de Depósitos] que é de todos os portugueses e que o coloque em desvantagem face aos concorrentes.”

Mário Centeno

24-01-2019

“Hoje é muito evidente que quem comprar um carro ‘diesel’ muito provavelmente daqui a quatro ou cinco anos não vai ter grande valor na sua troca.”

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e Transição Energética

Jornal de Negócios, 28-01-2019

“Hoje podemos dizer que Portugal cresce acima da média da União Europeia, algo que não acontecia há muitos anos, mas não nos devemos esquecer de uma coisa. Sou economista, e ninguém descobriu o elixir do crescimento eterno. Todo o processo de crescimento económico é, fazendo uma analogia com a atividade desportiva, uma maratona, não é uma corrida de 100 metros.”

Mário Centeno

31-01-2019

“Este Governo fez o que lhe competia [em relação à Caixa Geral de Depósitos]. Ordenámos auditorias e os resultados das auditorias são agora conhecidos. Se houve má gestão, quer o Banco de Portugal, quer o BCE, têm o dever de agir.”

António Costa

01-02-2019

“Os portugueses têm direito a um apuramento daquilo que se passou [na Caixa Geral de Depósitos], se implica ou não responsabilidades, e responsabilidades como, quando, de quem.”

Marcelo Rebelo de Sousa

01-02-2019

“Mário Centeno é Vítor Gaspar com açúcar.”

António Lobo Xavier, advogado, antigo deputado do CDS-PP

Observador, 03-02-2019

“Estou muito satisfeito com o atual ministro das Finanças e ele não me deu nenhum sinal de estar indisponível para continuar. Não o troco por Mariana Mortágua, obviamente que não.”

António Costa, primeiro-ministro

SIC, 05-02-2019

“Os portugueses hoje pagam mais impostos porque ganham mais.”

Mário Centeno

06-02-2019

“A verdade é que, quando alguns viam que íamos levar o país para o Diabo, levámos o nosso ministro das Finanças, Mário Centeno, para presidente do Eurogrupo.”

António Costa, secretário-geral do PS

09-02-2019

“Respeitamos a Assembleia da República, mas era bom que alguém de vez em quando, designadamente alguém que soubesse gerir empresas, percebesse o que é estar a trabalhar e falar com clientes como se fosse nada, e isso não existe.”

Paulo Macedo

12-02-2019

“Todos, provavelmente até o próprio, anseiam por esse momento [fim do mandato de Carlos Costa].”

Carlos César, líder parlamentar do PS

TSF, 13-02-2019

“A economia [portuguesa] está a evoluir na direção certa, mas ainda resta muito a fazer para promover um crescimento mais sustentável.”

Angel Gurría, secretário-geral da OCDE

18-02-2019

“Nos 25 grandes créditos que geraram imparidades para a Caixa eu não participei em nenhum Conselho Alargado de Crédito.”

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal

SIC, 19-02-2019

“Os pobres fizeram-se para a gente os transformar em classe média e depois subirem se possível. É para isso que a gente luta.”

Alexandre Soares dos Santos, ex-administrador da Jerónimo Martins

Observador, 26-02-2019

“A EDP foi e continua a ser um abono de família para o Estado.”

António Mexia, presidente executivo da EDP

26-02-2019

“Nesta fase em que a economia mundial dá sinais menos animadores, temos que pedalar com mais força para contrariar as tendências que vêm de fora”

António Costa, primeiro-ministro

27-02-2019

“Não precisamos de empresas que baseiam o seu modelo de negócios no salário mínimo. O valor do salário mínimo em Portugal é uma indignidade.”

Gonçalo Quadros, cofundador da Critical Software

01-03-2019

“Portugal e os portugueses merecem um crédito enorme pelos seus esforços, dos quais devem estar orgulhosos.”

Christine Lagarde, diretora-geral do FMI, ao discursar no Conselho de Estado

01-03-2019

“O que aconteceu com o BES e o Novo Banco é uma lição do que não deve ser feito no país e tem responsabilidade no PSD, CDS e PS.”

Catarina Martins, coordenadora do BE

02-03-2019

“Não. Consigo dormir, mas não durmo totalmente descansado. O que lhe posso dizer é isto: não fui eu que lancei a resolução. [No tempo da] minha ação no BES não havia resolução em pé ainda. Portanto não fui eu que causei os lesados. Os lesados foram causados pela resolução. (…) Penso todos os dias nos lesados. Todos os dias. E sofro com isso.”

Ricardo Salgado, antigo presidente do BES

TSF, 03-03-2019

“Chega de lavar bancos privados com dinheiro público. Chega de retirar recursos à nossa economia, aos nossos serviços públicos, a quem trabalha e paga tantos impostos para estar sempre a dar mais e mais a um sistema financeiro descontrolado.”

Catarina Martins, coordenadora do BE

06-03-2019

“Não há nenhum euro dos impostos dos portugueses a ser utilizado na operação [de recapitalização do Novo Banco].”

Mário Centeno, ministro das Finanças

RTP3, 06-03-2019

“O Estado só investiu dinheiro num único banco: a CGD.”

António Costa, primeiro-ministro

07-03-2019

“Não é tempo de parar com este processo e integrar o banco na esfera pública? Se o Estado paga o banco, o Estado deve gerir o banco ao serviço do país.”

Jerónimo de Sousa

07-03-2019

“Os nossos salários são baixos? Muitas pessoas até ganham mais do que deviam.”

Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade

i, 08-03-2019

“Estávamos habituados a ver PSD e CDS a ir para além da ‘troika’, mas ter o PS a aceitar a redução do espaço de decisão democrática nacional e ir para além do Tratado Orçamental, não deixa de ser contraditório e preocupante.”

Paulo Trigo Pereira, deputado não-inscrito

13-03-2019

“Até agora não houve uma única greve que tenha resultado de qualquer medida adotada por este Governo. As greves têm existido em diversos setores, mas resultam de decisões tomadas por governos anteriores.”

António Costa

14-03-2019

“Não ficará pedra sobre pedra depois da decisão do Banco de Portugal [de me afastar da Associação Mutualista Montepio].”

Tomás Correia, Associação Mutualista Montepio

TSF/Dinheiro Vivo, 16-03-2019

“Não tenho dúvidas de que haverá condenações no caso BES.”

José Maria Ricciardi, ex-administrador do BES

Público, 25-03-2019

“A forma como os países individualmente vão enfrentar a próxima crise vai depender da forma como atuarem e da margem orçamental que criarem. (…) Pode ser que o penhasco esteja agora mais distante, mas o que é certo é que vamos sempre na direção do penhasco.”

Poul Thomsen, que chefiou a missão da ‘troika’ em Portugal e que é atualmente diretor do departamento europeu do FMI

25-03-2019

“À medida que enfrentamos um período de maior incerteza e risco, este país [Portugal] mostrou que existe um caminho a seguir superando as diferenças para fazer face a desafios comuns. Também é uma lição para o resto da Europa – na verdade, do mundo.”

David Lipton, primeiro vice-diretor do Fundo Monetário Internacional

25-03-2019

“Uma coisa há em comum com as crises anteriores: o verdadeiro teste vem depois, e pela forma como nos mantemos a par.”

Teodora Cardoso, antiga presidente do Conselho das Finanças Públicas

25-03-2019

“Por vezes, alguns grupos querem atrasar o relógio. Dizem que ‘superámos a crise, a crise acabou, então porque não voltamos à forma como as coisas estavam?’. Mas o problema é que a forma como as coisas estavam foi um fator que contribuiu para a crise [em Portugal].”

Alfredo Cuevas, chefe da missão do FMI para Portugal

Lusa, 26-03-2019

“Portugal reduziu o défice para 0,5 e a dívida para 121,5. Um resultado histórico e virtuoso, que não resulta do corte na despesa nem do aumento dos impostos, mas do crescimento da economia, do emprego e da recuperação da credibilidade internacional que reduz a despesa com a dívida.”

António Costa

Twitter, 26-03-2019

“Foi uma escolha do Governo PS porque nada obrigava a esta redução do défice tão exigente que vai para além das próprias exigências da União Europeia.”

Jerónimo de Sousa

26-03-2019

“Este défice é conseguido com a maior carga fiscal que alguma vez incidiu sobre os portugueses, à custa de um enorme aumento de impostos e não de uma gestão eficiente da despesa.”

Rui Rio

26-03-2019

“A competência da avaliação da idoneidade [de Tomás Correia, presidente da Associação Mutualista Montepio Geral] nunca esteve no Governo. O Governo não estava a empurrar, mas não a podia fazer.”

Vieira da Silva, ministro do Trabalho

27-03-2019

“Ficarei muito surpreendido se práticas irregulares tiverem acontecido na Caixa [Geral de Depósitos].”

Vítor Constâncio, ex-governador do Banco de Portugal

28-03-2019

“[Pré-reformas?] O país não está numa posição económica, financeira e social que se possa dar ao luxo de ter as pessoas a sair do mercado de trabalho.”

Mário Centeno

Público, 02-04-2019

“No que nos diz respeito, os portugueses hoje pagam menos mil milhões de euros por ano de IRS, pagam menos 600 milhões por ano de IVA, pagam menos 200 milhões por ano de IRC. Seguramente, a senhora deputada [Assunção Cristas] não será a mesma pessoa que votou o enorme aumento de impostos quando era ministra ou, então, também resolveu a coisa por ‘SMS’, como resolveu o Novo Banco.”

António Costa

04-04-2019

“Já estamos a perder muito, muito dinheiro, exportações e receitas por não fazermos obras neste aeroporto [de Lisboa] e no novo [Montijo].”

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e da Habitação

05-04-2019

“Nunca recebi qualquer pressão da EDP.”

Durão Barroso, antigo primeiro-ministro

Lusa, 13-04-2019

“Existem graus de liberdade suficientes para que a evolução dos salários da administração pública portuguesa nos próximos quatro anos retome a sua total normalidade, ou seja, que se criem condições para que os aumentos salariais normais numa relação laboral possam ser também uma realidade no futuro em Portugal.”

Mário Centeno, na apresentação do Programa de Estabilidade 2019-2023

15-04-2019

“Eu próprio cheguei a receber, por várias vezes, manifestações de desagrado, mais ou menos oficiais, por parte de responsáveis e acionistas da EDP quanto às negociações que estavam a decorrer, o que sempre considerei normal atendendo a que, como referi, um entendimento a alcançar não poderia senão afetar negativamente as remunerações garantidas pelo Estado herdadas do passado pela EDP.”

Pedro Passos Coelho, ex-primeiro-ministro, em resposta por escrito aos deputados da comissão parlamentar de inquérito ao pagamento de rendas excessivas aos produtores de eletricidade

15-04-2019

“O Governo decretou atempadamente os serviços mínimos [na greve dos motoristas de matérias perigosas].”

António Costa

17-04-2019

“[A sociedade assistiu] a um país em sobressalto com bombas de gasolina fechadas, aviões desviados e transportes em risco, especialmente os transportes que dizem respeito às forças de segurança e às forças de emergência. (…) Como foi possível, em dia e meio, esta situação ter atingido estas proporções.”

Fernando Negrão, líder parlamentar do PSD

17-04-2019

“A prioridade é o superavit nas contas. Ainda é mais alemão do que os ministros alemães das finanças.”

Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do BE

24-04-2019

“Já vimos este filme de produção socialista. Estava tudo a correr muito bem, até começar a correr muito mal.”

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças

24-04-2019

“Por mais desculpas que o Governo do PS invente, não é possível governar à esquerda com a legislação laboral à direita.”

Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP, no discurso do 1.º de Maio

01-05-2019

“Se no tempo das vacas gordas não há aumentos salariais é nas vacas magras que os trabalhadores vão ser aumentados?”

Carlos Silva, secretário-geral da UGT, no discurso do 1.º de Maio

01-05-2019

“Eu chego aqui, ao parlamento, e na porta e diz ‘esta é a minha casa’. É de todos, não é só de vocês. Eu pessoalmente não tenho dívidas, tenho tentado ajudar. Claro que não tenho dívidas.”

Joe Berardo, em resposta à deputada do BE Mariana Mortágua, que tinha perguntado por que é que Berardo “não paga o empréstimo à banca ou dá a garantia que aparentemente foi dada aos bancos quando fez um acordo de renegociação em 2008 e reiterou em 2011”, se dá mostras públicas de riqueza e de ser “multimilionário”

10-05-2019

“Fez negócios, controlou um banco privado, vive numa ‘penthouse’, celebra as vindimas na quinta da Bacalhoa, leva os seus amigos, isto tudo a partir de uma fundação que não lhe pertence, que não paga impostos, que detém um império que no limite não pode ser ligado a si, e que, portanto, pode ter créditos a apodrecer.”

Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, para Joe Berardo

10-05-2019

“O país está chocado com o desplante com que o senhor Joe Berardo respondeu nesta Assembleia da República. A atual gestão da Caixa acionou o senhor Joe Berardo para pagar à Caixa o que deve. Não há nenhuma razão para que a CGD perdoe qualquer tipo de crédito a quem tem obrigação de os pagar.”

António Costa

13-05-2019

“Joe Berardo é um produto acabado do sistema de impunidade dos poderosos, de parasitagem do Estado, com cumplicidades em governos sucessivos. O Bloco denuncia este ‘gangsterismo’ financeiro desde sempre. Sabemos bem que, para fazer negócios destes, não bastam bandidos, e nós temos um gang deles, é preciso negligentes e cúmplices que lhes deixem as portas abertas.”

Catarina Martins, coordenadora do BE

13-05-2019

“[Figuras como Joe Berardo] Têm de ter a noção da sua responsabilidade perante a comunidade, na forma como se relacionam com a comunidade. E, por outro lado, têm de respeitar as instituições, a começar nas instituições do poder político. E respeitar significa ter decoro, ter uma maneira respeitosa de tratar com essas instituições.”

Marcelo Rebelo de Sousa

13-05-2019

“Sobre clientes concretos não falamos, sobre se a Caixa está a fazer tudo o que é possível [para recuperar dívidas], parece-me óbvio.”

Paulo Macedo

21-05-2019

“Portugal é o melhor exemplo do mundo, veio de uma crise e de um memorando com a ‘troika’ e restabeleceu e recuperou a economia, mas também o diálogo social.”

Luca Visentini, secretário-geral da Confederação Europeia dos Sindicatos

21-05-2019

“A Comissão Executiva da TAP tem absoluta convicção de que o programa de mérito foi fundamental para promover as medidas de redução de custos e de aumento de receitas implementadas em 2018.”

Carta da administração da TAP Comissão Executiva da TAP justificando a atribuição de 1,171 milhões de euros em prémios a 180 trabalhadores

06-06-2019

“[A atribuição de prémios de 1,171 milhões de euros a 180 colaboradores pela TAP] constitui uma quebra da relação de confiança entre a Comissão Executiva e o maior acionista da TAP, o Estado português.”

Comunicado do Ministério das Infraestruturas e da Habitação

06-06-2019

“De 2008 a 2012 o presidente do BCP foi o senhor Berardo.”

Filipe Pinhal, ex-administrador do BCP

11-06-2019

“Filipe Pinhal é uma pessoa sem qualquer credibilidade. Foi condenado pelos tribunais criminais e em processos do Banco de Portugal e da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários por crimes cometidos no BCP.”

Vítor Constâncio

Lusa, 12-06-2019

“A reforma da floresta está para este Governo como o projeto do Alqueva esteve para o Governo do engenheiro Guterres.”

Luís Capoulas Santos, ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural

16-06-2019

“Se a crise mostrou alguma coisa, é que vamos usar toda a flexibilidade no âmbito do nosso mandato para cumprir o nosso mandato – e vamos fazê-lo novamente para responder a quaisquer desafios que se coloquem à estabilidade de preços no futuro.”

Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu

18-06-2019

“Mario Draghi acaba de anunciar mais estímulos, o que imediatamente desvalorizou o euro em relação ao dólar, tornando injustamente mais fácil para eles concorrerem contra os EUA. Fazem-no de forma impune há anos, juntamente com a China e outros.”

Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos

Twitter, 18-06-2019

“Pensem em Espanha e Portugal há três anos. Se tivéssemos sido rígidos na nossa abordagem às regras orçamentais e aplicado prematuramente sanções financeiras, estes países não teriam tido um crescimento tão robusto e não teriam sido capazes de corrigir as suas finanças públicas.”

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

19-06-2019

“A mudança das 35 para as 40 horas foi um autêntico desastre na Administração Pública, porque ela não foi assumida, não foi negociada, não foi trabalhada com a Administração Pública, foi imposta.”

Mário Centeno

19-06-2019

“O seu papel foi central para ultrapassar a crise e para criar condições para uma economia europeia mais forte. O seu desempenho como presidente do BCE foi excelente. Portanto, é um grande prazer e uma honra dar-lhe esta distinção.”

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, ao condecorar Mário Draghi, presidente do Banco Central Europeu

19-06-2019

“Às vezes dizem que eu sou habilidoso com os números. Não tem nada de habilidade, é simplesmente usá-los e usá-los na forma como eles aparecem.”

Mário Centeno, ministro das Finanças

Público, 06-07-2019

“Nunca na minha vida corrompi ninguém.”

Ricardo Salgado, ex-presidente do Banco Espírito Santo

08-07-2019

“Portugal fez progressos significativos nos últimos anos na gestão dos desequilíbrios macroeconómicos, orçamentais e financeiros.”

Ter-Minassian, economista italiana que chefiou a missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Portugal em 1983

Lusa, 09-07-2019

“Os objetivos que temos neste quadro situam-se no âmbito da União Europeia. A hipótese que está em cima da mesa relativamente ao FMI é uma hipótese que obviamente não podemos deixar de considerar, mas não era um objetivo que tivesse – e também sei que não era um objetivo de vida pessoal [de Mário Centeno]. Obviamente, estando em cima da mesa, vamos ver.”

António Costa

19-07-2019

“Temos todos de nos preparar. O Governo está a fazer o seu trabalho [para evitar a greve dos motoristas], mas todos podíamos começar a precaver-nos, em vez de esperarmos pelo dia 12, que não sabemos se vai acontecer [a paralisação]. Era avisado podermo-nos abastecer para enfrentar com maior segurança o que vier a acontecer.”

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas

24-07-2019

“Andam loucos.”

Joe Berardo, empresário, sobre a decisão do tribunal em arrestar a sua coleção de arte em exposição no Cento Cultural de Belém

Jornal Económico, 31-07-2019

“Há uma coisa de que eu tenho a certeza e o país também tem a certeza: desta guerra haverá consequências irreparáveis para a economia portuguesa, mas sobretudo para os portugueses.”

Carlos Silva, secretário-geral da UGT, sobre a greve dos motoristas marcada para 12 de agosto

01-08-2019

“Ao encontrar um candidato para dirigir o FMI, como em outras decisões da União Europeia, devemos lutar por uma posição comum. Quero ajudar a encontrar esse consenso e, por isso, não participarei nesta etapa do processo.”

Mário Centeno, presidente do Eurogrupo e ministro das Finanças português

Twitter, 01-08-2019

“Há décadas que a China se aproveita do comércio às custas dos Estados Unidos e de outros países da Ásia. Isto precisa de acabar.”

Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano

02-08-2019

“É lamentável que o senhor primeiro-ministro venha dizer aos portugueses que o que importa aqui não são os trabalhadores, [mas sim] as férias e o poder económico. [O primeiro-ministro] veio mostrar que o poder político está aliado ao poder económico em Portugal e que é isso o mais importante.”

Pedro Pardal Henriques, representante do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas

Lusa, 03-08-2019

“Uma coisa é uma greve que é vista como dirigida contra os patrões, ou contra os patrões e o Estado, outra coisa é uma greve vista como sendo contra os patrões, o Estado e muitos portugueses. Se de repente há na sociedade portuguesa um sentimento, uma reação, [se a sociedade se] sentir refém da luta, deixa de se identificar com a luta.”

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, comentando a greve dos motoristas

06-08-2019

“[A questão do comboio de alta velocidade (TGV) é um tema] bastante tóxico em Portugal e a seu tempo é uma discussão que voltará.”

António Costa, primeiro-ministro

Canal 11, da Federação Portuguesa de Futebol, 06-08-2019

“Eles [Reserva Federal norte-americana] devem baixar as taxas [de juro] mais depressa e com mais vigor (…). A incompetência é terrível de ver, sobretudo quando se sabe que tudo se resolveria facilmente.”

Donald Trump

Twitter, 07-08-2019

“Um Governo responsável tem de se preparar para o pior.”

António Costa, no final da reunião de emergência, destinada a coordenar a resposta do Governo face aos efeitos da greve dos motoristas

10-08-2019

“Não foi um passo atrás. É um passo em frente, porque não deixa de ser o passo necessário para continuarmos a avançar.”

Francisco São Bento, presidente do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas, anunciando a desconvocação da greve

18-08-2019

“Considero-me um capitão de equipa feliz, porque posso contar não só com dois pontas de lança – um nas finanças e outro na economia – mas também com um excelente armador de jogo no Ministério do Trabalho. (…) Esse triângulo virtuoso permitiu estabilidade política, recuperação da credibilidade internacional do país – condições fundamentais para Portugal ter mais e melhor emprego, crescimento e redução das desigualdades.”

António Costa

19-09-2019

“O meu ‘Centeno’ é o professor Joaquim Sarmento [porta-voz do PSD para a área das Finanças].”

Rui Rio, presidente do PSD

Antena 1/Rádio Renascença/TSF, 23-09-2019

“Convites são uma prerrogativa do senhor primeiro-ministro, e seria inadequado estar a usurpá-la. Objetivamente é uma decisão que tem que ser tomada após conhecimento dos resultados eleitorais, é assim que deve ser.”

Mário Centeno, sobre se vai ou não ficar como ministro das Finanças

Lusa, 27-09-2019

“A banca tem de ser muito resiliente para as asneiras que já fez e, até ser perdoada, vai ser para aí uma década.”

Paulo Macedo,

26-09-2019

“Entendemos que o PS, sobretudo depois desta solução governativa de quatro anos, está muito agarrado a alguns preconceitos ideológicos contra o investimento privado e contra as empresas.”

Joaquim Miranda Sarmento, porta-voz do Conselho Estratégico Nacional do PSD para a área das Finanças Públicas

Lusa, 02-10-2019

“Não estou bem seguro que os nossos banqueiros e que os nossos sistemas bancários tenham entendido, na totalidade, as lições das recentes crises.”

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República

11-10-2019

“Espero que o ministro [Mário] Centeno não queira ser como o Salazar. Tenho muita pena de dizer isto, mas os trabalhadores da administração pública só levavam aumentos salariais de vez em quando.”

Ana Avoila, líder da Frente Comum

28-10-2019

“Não tenhamos problemas em dizer as coisas como elas são, durante décadas os sucessivos governos desinvestiram na ferrovia e investiram no automóvel. Felizmente nós temos agora um Governo que está novamente a investir na ferrovia, nós temos de assumir as coisas como elas são.”

Pedro Nuno Santos

04-11-2019

“Tem de haver um aumento geral do conjunto dos salários. O peso dos salários, no conjunto do Produto Interno Bruto, deve aproximar-se daquele que existia antes da crise, ou seja, tem de haver um maior equilíbrio na riqueza produzida entre aquilo que são os ganhos das empresas e aquilo que é o rendimento do trabalho que permite às empresas ganhar aquilo que estão a ganhar.”

António Costa

08-11-2019

“A proposta do Governo é manifestamente insuficiente para erradicar a pobreza de quem trabalha. O aumento do salário mínimo nacional para 850 euros é uma emergência.”

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP

13-11-2019

“Só podemos saber o potencial do lítio depois da prospeção.”

João Galamba, secretário de Estado da Energia

Expresso, 16-11-2019

“Neste momento, estamos como o sapo dentro da panela e a água está a aquecer devagarinho. Se viermos a ter uma crise como a que tivemos em 2008, o sapo salta da panela. E é até mais perigoso se isso não acontecer, porque, tal como o sapo, vamos morrer sem dar por isso.”

Maria Luís Albuquerque

Expresso, 23-11-2019

“[A ‘Black Friday’ é o] expoente máximo e negativo de uma sociedade capitalista.”

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e Ação Climática

25-11-2019

“Se de facto não houver estes apoios [fundos estruturais] que fazem com que os mais fracos tenham um ‘extrazinho’ que lhes permite concorrer também, então nós tínhamos uma UE que era feita para os mais fortes, e é isso que nós não queremos que aconteça. A política de coesão é isso mesmo.”

Elisa Ferreira, comissária europeia da Coesão e Reformas

27-11-2019

“Não sei, verdadeiramente, quais são as pistas. Tenho para mim esta preocupação, que é: não queria terminar o meu mandato presidencial com a sensação de ter coincidido com um período dramático da crise profunda da comunicação social em Portugal. E, portanto, da liberdade em Portugal e, portanto, da democracia em Portugal.”

Marcelo Rebelo de Sousa

27-11-2019

“A proposta da Presidência finlandesa para o Quadro Financeiro Plurianual 2021-27 é um erro grave. Em vez de procurar uma aproximação entre a proposta da Comissão (1,11% RNB) e do Parlamento Europeu (1,3% RNB), em vez de se aproximar da posição da maioria dos Estados-membros é uma proposta de confronto com a maioria no Conselho e de conflito institucional com o Parlamento Europeu.”

António Costa

02-12-2019

“Temos uma situação absolutamente invejável em termos históricos, que é a de termos as posições orçamentais mais próximas entre os 19 países da área do euro desde sempre.”

Mário Centeno

04-12-2019

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »