BREXIT: Governo pede hoje novo adiamento mas Boris recusa assinar a carta

O primeiro-ministro britânico assegurou hoje ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que vai fazer um novo pedido de adiamento do ´Brexit´, previsto para 31 de Outubro, foi hoje divulgado.

Momentos antes teria afirmado no Parlamento que “não iria enviar a carta à União Europeia”.

Fonte do processo disse à agência noticiosa France Presse que Boris Johnson disse a Tusk que será ainda hoje enviada uma carta de Londres a pedir um novo adiamento. No entanto, esta carta não será assinada pelo primeiro-ministro.

No entanto, Boris confirma que enviará outra carta, pedindo que Bruxelas faça os deputados britânicos reconsiderar a decisão de hoje, por que considera que a mesma é ‘contra-procedente’.

O presidente do Conselho Europeu “vai fazer consultas com os dirigentes dos 27 sobre a forma de agir”, acrescentou a mesma fonte.

A Câmara dos Comuns votou hoje a favor de uma proposta que força o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a pedir um adiamento do ‘Brexit’ até ser aprovada no parlamento britânico a legislação que regulamente o acordo de saída.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »