Liberais reduzem maioria de Johnson no Parlamento para 1 deputado

Liberais reduzem maioria de Johnson no Parlamento para 1 deputado

A candidata liberal democrata Jane Dodds venceu a eleição intercalar de Brecon e Radnorshire, no País de Gales, derrotando o candidato do Partido Conservador, Chris Davies, que já havia ocupado o cargo.

A derrota conservadora segue-se após à promessa de Johnson de retirar a Grã-Bretanha da União Européia, até 31 de outubro sem acordo e será aproveitada, pelos activistas pró-europeus, como prova de que os eleitores não apoiam uma linha dura para o Brexit.

“Os eleitores preferiram, mais uma vez, a esperança sobre o medo”, disse Dodds no discurso após os resultados serem anunciados, considerando a vitória “uma mensagem poderosa para Westminster”.

“A minha primeira acção como deputada, quando eu chegar a Westminster, será encontrar Boris Johnson, onde quer que ele se esteja escondendo, e dizer-lhe alto e bem claro, ‘Pare de brincar com o futuro do nosso povo e desista de um Brexit desalinhado. ‘”

A página oficial do Twitter dos democratas liberais elogiou Dodds, considerando a sua vitória como um “resultado fantástico”.

Dodds ganhou com 13.826 votos, mais de 1.425 que Davies. O Partido Trabalhista averbou a maior derrota de sempre com apenas 1.680 votos – uns meros 5,3% dos eleitores.

A eleição intercalar foi chamada, depois de Davies, antigo deputado, ser condenado por alegadas despesas falsas. Mais de 10.000 moradores assinaram uma petição afastando-o do seu lugar no Parlamento.

A tentativa fracassada de Davies de reeleição reduziu a maioria dos Conservadores na Câmara dos Comuns para um deputado, ou seja, Johnson terá que contar com os seus aliados do Partido Democrático Unionista (DUP ) para aprovar legislação durante os votos cruciais do Brexit.

O Parlamento Já votou anteriormente a rejeição de um plano de saída da União Europeia sem acordo. Na presente situação do Parlamento, Johnson precisa de convencer mais de 40 deputados pr’o-europeus do seu partido, para conseguir aprovar um Brexit sem acordo.  

Comentários

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ir para TOPO
Translate »