Extinction Rebellion voltam a “atacar”

Ativistas do grupo ecologista Extinction Rebellion bloquearam, quinta-feira, a entrada da bolsa de Londres. O movimento quer que o Reino Unido declare o estado de emergência climática e ecológica.

O grupo terminou assim os 11 dias de protestos em Londres. Os ecologistas pretendem levar o Reino Unido a reduzir as emissões de gases de efeito estufa para zero até 2025.

“Se as instituições financeiras realmente contassem a verdade sobre a gravidade da crise climática e ecológica e agissem, as coisas começariam a mudar muito rapidamente. Por isso, estamos a pedir às pessoas que o façam,” afirmou uma manifestante.

Os ativistas do movimento internacional Extinction Rebellion (Rebelião de Extinção – em português), exigem que o governo da primeira-ministra conservadora Theresa May tome medidas contra as mudanças climáticas e reclamam também a formação de uma assembleia de cidadãos para lidar com as decisões sobre alterações climáticas.

“Certamente não é o fim de qualquer coisa, como numa grande caminhada, é apenas uma espécie de estar mais perto de. Agora, temos muito trabalho para fazer, infelizmente,” considera uma ativista.

O grupo, que integra os manifestantes que na segunda-feira interromperam o discurso do primeiro-ministro português, António Costa, prometeu mais ações no Reino Unido, dizendo que era a única maneira de ter a atenção do público sobre o problema.

Comentários

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ir para TOPO
Translate »