Encontrado morto homem que matou a mulher por se recusar a ter sexo

Britânico estava detido numa prisão tailandesa a aguardar julgamento.

Homem foi encontrado sem vida em agosto do ano passado, mas só agora as autoridades revelaram o caso.

Foi encontrado sem vida, o britânico que estava acusado de ter matado a própria mulher, depois de esta se ter recusado a ter relações sexuais consigo.

Kevin Smitham, de 51 anos, aguardava na prisão pelo julgamento pela morte de Kendra Smitham, de 29 anos, em abril do ano passado.

O corpo do homem foi encontrado em agosto junto a um dos edifícios do estabelecimento prisional de Thailand’s Ubon Ratchathani. As causas da morte não foram ainda reveladas, tendo o óbito sido partilhado apenas esta semana.

O casal, que possuía dois filhos em comum, estariam hospedados na casa dos pais de Kevin, em  Ubon Ratchathani, no âmbito do festival Songkran. Na noite da morte da mulher, o casal tinha estado a beber. Os dois começaram depois a discutir porque o homem queria ter relações sexuais e Kendra negou-se a fazê-lo, o que despoletou uma crise de ciúmes em Kevin, que começou a suspeitar que esta teria um outro homem na sua vida.

O seu corpo foi encontrado escondido, debaixo de um cobertor, e com várias escoriações. Kevin acabou por assumir a autoria do crime, embora tenha referindo que não tinha intenções de lhe fazer mal.

Comentários

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ir para TOPO
Translate »