Voto do Brexit amanhã no Parlamento cancelado – THERESA MAY DA TEIMOSIA AO DESESPERO

O Governo de Theresa May anunciou que vai atrasar a votação de amanhã, do seu acordo sobre o Brexit, no Parlamento. A medida, considerada ‘humilhante’ por muitos políticos, pode ainda ser forçada a voto, desde que a proposta do executivo não for aceite e rejeitada. Ou provocar um voto de confiança ao Governo…

A primeira ministra prepara hoje uma intervenção na Câmara de Comuns explicando os motivos da decisão, mas a mesma é tomada, essencialmente, por saber que seria derrotada e, consequentemente, abrindo uma crise política que poderia acabar na sua demissão, deposição e em novas eleições, ou na constituição de um Governo de transição até novas eleições.

Neste momento, Theresa May tem estado reunida em conversas intensas com aliados e assessores tentando encontrar uma saída para esta terrível situação.

Cerca de 110 deputados conservadores vieram a público anunciar que iriam votar contra o plano do Brexit apresentado pelo Governo no Parlamento, tornando a vitória praticamente impossível.

Uma decisão polémica porquanto Michael Gove, ministro chave do executivo, garantia hoje de manhã que a votação estava “indo em frente como planeado”.

Este cancelamento permitirá Theresa May evitar uma derrota catastrófica e voltar a Bruxelas para tentar obter mais concessões.

Muitos dos comentários, a seguir ao anúncio do cancelamento do voto, apontam para a teimosia de Theresa May em manter-se no poder, acima dos interesses nacionais, quando tudo demonstra que a sua autoridade está totalmente minada.

Comments

be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP
Translate »